Lígia Beltrão - Colunista

 

Nasci em Tupã-SP em 1957, filha de pais pernambucanos, logo voltamos para nossa terra, fixando residência em Garanhuns, que considero minha casa. Hoje, moro na praia de Pau Amarelo- Paulista, região metropolitana de Recife-PE. Sempre gostei de escrever, desde muito cedo. Caminho pela poesia, contos e crônicas. Tive poesias premiadas em alguns concursos nacionais. Fiz uma pausa na vida literária para cuidar do marido doente. Hoje, viúva, tento fazer o curso de ciências sociais e retomei minhas escritas, tenho me dedicado na elaboração de livros, a serem publicados. Agora, com muito orgulho, sendo um dos membros dessa equipe maravilhosa e competente, Divulga Escritor. 

 

Página da Colunista no Facebook

https://www.facebook.com/ligia.beltrao

 

 

Fevereiro de 2014

Ligia Beltrao - Colunista

Felicidade        Ela dormia serena guardada dentro dos seus braços. Ele a acariciava velando-a para despertá-la de mansinho, com cuidado, logo mais. Procurava montes encantados onde o desejo fazia curvas sinuosas no silêncio do instante. Falava ao seu ouvido num sussurro...
Baile do Outono   O dia era especial apesar de ser uma tarde de terça-feira. Era um baile para os idosos do lugar, que é feito todos os anos. Eles foram chegando aos pares, em grupos e trazidos por carros que servem aos “lares” onde residem. Olhos brilhantes. Iam se acomodando nas mesas....
Álbuns de fotografias Revistos          Quase ao acaso, mexo em coisas esquecidas, num canto fechado e lacrado pelo desejo de não sofrer, pelas recordações que trazem. Deparei-me de repente com relíquias guardadas em caixinhas douradas de saudade. Vi as fotos que...
Adiamento   Doí-me todas as lembranças Que escorreram pelos meus dedos trêmulos E ficaram perdidas no tempo.   Mais ainda me doem os sonhos Que teimam em me molestarem E que, por medo, deixei-os irem. Sem rumo.   Quando um dia entender Que tudo quanto eu perdia Eram pedaços meus...
Um Vizinho Especial          Ele tem os olhos perdidos no tempo quando faz seus relatos. Viaja nas recordações que não o deixam, por mais tempo que se passe. Começa a falar e a contar as histórias da sua vida, e Sempre começa do mesmo jeito: - “Lá no Brasil”......
Pálido retrato   Um dia, faz muito tempo, Eu vi estrelas piscando Por entre os vãos das telhas Que cobriam a casa simples Onde eu me escondia Embaixo das cobertas velhas Assombrada, com medo do dia.   Ouvi um gemido medonho Que passava rápido Pelo meu quarto tristonho E se desmanchava Na...
Dona Dorvalina   Era meio de uma tarde fria e chuvosa de um inverno tardio. Resolvemos ir visitar uma moradora do lugar que se encontra “hospedada” num Lar de Serviços de Saúde Continuados de Poiares, após um longo período doente, no hospital. Encontramos a nossa amiga muito bem disposta, bem...
Queres Conhecer o Amor   Se tu queres conhecer o amor Prende tuas mãos noutra mão Afaga-a com fé e calor Elas também falam quando se dão.   Se tu queres conhecer o amor Perde teus olhos noutros olhos Independentes de sua cor E navega por mares de sonhos   Se tu queres conhecer o...
Cinzas do Outono   E os olhos baixos da serra olham o nada Transpondo o escuro da marcada alma Paisagem triste, cinza e condenada, Sequer pode chorar virou vida fantasma.   Onde está o brilho dos teus olhos verdes Os teus braços nosares felizes a se balançarem Teus cabelos voando, e as...
Persistência   Devagar chega a noite Amargurada terra inundada Por uma lua que de açoite Invade a praia de dor salgada   Ouço o soluçar do vento Da dor do tempo que tortura Com uma saudade, um tormento, Da vida, triste noite escura.   Faço-me de esperança donde vem Fazer-me sorrir...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Contato

Divulgando Escritores! smccomunicacao@hotmail.com