João Bezerra da Silva Neto - Colunista - in Memoriam

 

João Bezerra da Silva Neto nasceu em Maraial, Zona da Mata Sul de Pernambuco. Filho de agricultores, ainda criança deixou os campos e veio morar na cidade. Do interior trouxe todas as tendências do caboclo simples e ouvidor de histórias matutas. Cursou Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Embora tenha formação contábil, despertou para as letras cedo, compondo poemas, poesias, dissertações de lugares e situações vividas na infância. Em contato com a civilização moderna, nas grandes capitais, absorveu cultura e um jeito sui generis de escrever, materializando pensamentos com criatividade e surrealismo.  Publicou, em 2012, seu primeiro livro “A Saga de Aripibu”. Têm, ainda, dezenas de histórias vividas e contadas, peças teatrais e poesias a serem publicadas, além de seu livro de pensamentos sobre a liberdade do ser humano sob título “Liberdade Cerceada”, a ser lançado ainda este ano...   

 

Email para contato com o colunista

joao.digicon@gmail.com

 

Janeiro 2014

João Bezerra da Silva Neto - Colunista

O GAROTINHO Na época em que havia Caixeiros Viajantes, o desbravamento comercial do interior era interessante, porque esses exploradores comerciais encontravam situações inusitadas por onde passavam. Por exemplo: o menino de sete braços era uma das mentiras bem contadas, onde um Caixeiro contava e...
A Queda de Braço – Por Silva Neto E-mail: João.digicon@gmail.com   O Povoado de Jaqueira, distante quatro quilômetros do Engenho Barro Branco, onde se localizava o sítio dos Caboabas, era palco das feiras livres aos domingos. Os matutos da redondeza traziam seus produtos do cultivo da lavoura...
A FUGA DA ONÇA PINTADA   Por: João Bezerra da Silva Neto              A história do Horto de Dois Irmãos, no Recife, desde sua inauguração até a presente data registra várias fugas de animais. Uns foram capturados com vida, outros sumiram...
O Brasil de Cabeça Para Baixo João Bezerra da Silva Neto – Contador/Escritor   Olhando pelos meus olhos leigos, como os da maioria dos brasileiros, percebo o entra e sai de Presidentes e o Brasil continua uma incógnita. Já não sabemos como nos guiar nesse abarco sem rumos.  Não sabemos...
Mãe!... Eu te daria o Céu João Bezerra da Silva Neto   Mãe!... , Sem raça, sem cor, Mãe é mãe, sem rancor... Sinônimo de amor eu te daria o Céu, Envolver-te-ia na pureza do véu, Da cabeça aos pés, E te entregaria nos braços do Criador, Fonte inesgotável do amor Do qual tens parte na criação do...
Escrever, Escrever, Uma Razão de Ser   João Bezerra da Silva Neto   Claro que andei meio disperso ultimamente com relação à escrita. Até estranhei! Procurava as razões dentro de mim, e, “travava”! Era inútil sentar-me a frente do Notebook. Estava com a mente encrudelecida para assuntos...
Sou pernambucano, moro no Recife há quase quarenta anos, adoro o Carnaval e o Frevo em especial. Gosto de ver a festa, apreciar os blocos, a diversidade de ritmos, as músicas saudosas dos carnavais passados cantadas pelos blocos líricos; as composições e melodias dos mestres Capiba e Nelson...
Testemunho do Eu Religioso João Bezerra da Silva Neto   Quando o ser humano atinge a maturidade, independentemente dos anos de vida transcorridos, começa a pensar sobre a vida, e o que fez das imposições sociais até então digeridas.  Passa a filosofar em torno do porquê da vida, na ânsia...
UM DIA EU ME PERGUNTEI:   Quem sou eu?  De onde vim? O que estou fazendo aqui? Para onde vou? Era tarde! Caminhava sem rumo! Mas, naquela hora, acordei pra vida. Sem examinar os porquês,  Tomei a firme decisão de viver o agora... Porém, de uma forma diferente da que vivia. Vi que era...
TAL PAI, TAL FILHO – Por Silva Neto.   PAINHO...
Nossa Língua Portuguesa                         ...
VENTOS ALÍSIOS    João Bezerra da Silva Neto   Se eu escrevesse um Romance daria o título de “Ventos Alísios” Os ventos alísios são, por definição, deslocamentos de massas de ar em direção à Zona de Convergência Intertropical do Globo Terrestre (pesq. Enciclopédia) Isto é o que...
 Guerra Dos Insetos João Bezerra da Silva Neto   Tudo começou quando deitado sob um pé de jatobá admirava a Natureza. Início de tarde ao descansar do almoço, sentia o quanto a criação era bela à sombra daquela frondosa árvore. Um verdadeiro ninhal estendia-se por não mais que quarenta...
                      Silva Neto   Se o Mundo tivesse que acabar como preconizam os videntes, deveria acontecer ao mês de Dezembro. (grifo nosso) Não há mês melhor para uma hecatombe final do que Dezembro... Afirmava! Que tal se fosse...
Crepúsculo das Tardes de Novembro   João Bezerra da Silva Neto   Aproximavam-se as férias. Aproveitava as tardes para ler, principalmente às quintas-feiras, quando a cidadezinha decretava feriado ao comércio. Embora houvesse aula, a frequência diminuía bastante, até de alguns professores,...
Passou Como um Tufão  Por Silva Neto E-mail: João.digicon@gmail.com   Estamos no penúltimo mês do ano de 2016. Juro! Não pensei findá-lo!  Haja vista ter iniciado o ano doente, eu que não sou pessimista até pensei que iria sucumbi, não por causa do mal acometido, mas, pelas...
Todo Livro Dá um Filme Por Silva Neto   Quando lemos um livro, abre-se em nossa mente um fértil campo imaginativo alimentado pela curiosidade; nossos neurônios aguçam-se na captura do real momento; somos envolvidos na trama como personagens do próprio enredo, semelhantes a atores coadjuvantes...
A Fofoqueira Aposentou a Janela  Por Silva Neto   Fiquei olhando para a tela do computador procurando assunto para escrever, pensando: como somos receptivos às notícias nos dias de hoje! Como circulam informações!  Notícias são inúmeras, a toda hora, veiculadas pelos meios de...
“Somos Todos Olímpicos”   Essa frase, “Somos todos Olímpicos”, centenas de vezes repetidas durante a Olimpíada do Rio de Janeiro, despertou em mim a curiosidade para o que, até então, não nos demos conta do seu alcance em relação à humanidade; senão vejamos: Somos todos olímpicos a partir de...
Morte, Coisa que Evitamos Falar - por Silva Neto   A aceitação à fatalidade da morte é um dos temas mais ignorados em todos os tempos, tanto pela comunidade religiosa cristã ocidental, quanto por outros seguimentos espiritualistas, inclusive, agnósticos e ateus. Vivemo-nos escondendo dela,...
O Humor e a Escrita – Por Silva Neto Reflexões próprias do Autor   Embora tantos já tenham escrito sobre o tema, minhas considerações não são mais do que ilações de um apaixonado pela junção de letras formando frases e ideias abstratas. Essa força imanente que as frases têm difere de...
A Casa Grande do Senhor do Engenho  Por Silva Neto Extraído do seu livro “A Saga de Aripibu” 1ª Edição 2012 – Editora Gregory   Esta é a foto da Casa Grande, imponente pela sua arquitetura da época do Brasil Colônia.  Sua história, encravada entre musgos de suas paredes húmidas e...
A Intriga    Por Silva Neto E-mail: João.digicon@gmail.com   O Povoado de Jaqueira, distante quatro quilômetros do Engenho Barro Branco, onde se localizava o sítio dos Caboabas, era palco das feiras livres aos domingos. Os matutos da redondeza traziam seus produtos do cultivo da...
A Libertação dos Escravos  Por Silva...
Memorável visita a Nabuco   Aproveitei o Feriado (21 de Abril) para visitar um lugar histórico, o Engenho Massangana, às margens da PE 60, no Município do Cabo de Santo Agostinho-PE. É um dos acervos culturais da FUNDAJ - Fundação Joaquim Nabuco do Recife, de grande importância para a cultura...
Vamos Inventar Uma Mentira  Por Silva Neto E-mail: joao.digicon@gmail.com   As mentiras são criadas a partir das verdades mal interpretadas. Essa história do mundo acabar, por exemplo, é a interpretação errônea dos que desconhecem as leis cósmicas. A humanidade tem ânsia de saber. Sabe...
Semana Santa à Antiga  Por Silva Neto e-mail:  joao.digicon@gmail.   Olhando as paredes daquela casa de taipa via todos os quadros de santos e crucifixos recobertos com um pano roxo em sinal de luto. Estávamos na Semana Santa. A casa não podia ser varrida. Toda limpeza havia sido...
  Saudade de Minha Infância - Por Silva Neto  e-mail:  João.digicon@gmail.com   Tarde morna de outono, de volta para casa, o garoto carregava sua bolsa escolar pesada. Estava contente, havia se esbaldado de brincar no recreio. Trazia consigo, além dos livros e cadernos, o álbum...
Alerta Número Um – Por Silva Neto e-mail: joao.digicon@gmail.com   Ah! Quantas dificuldades sentir para escrever enquanto estava doente! Mesmo em estado de recuperação nada me inclinava à escrita, `a leitura, à concentração. Sentia-me incapaz de raciocinar, de formular ideias, de descrever...
Como Visitar a um Enfermo  Por Silva Neto                                    e-mail:...
Carta a 2016  Por Silva Neto   Um lugar qualquer, 31 de Dezembro de 2015   Prezado Amigo 2016   Sei que estás de volta ao nosso convívio por mais 365 dias. Sei, também, Amigo, que não tens pressa. Todavia, nós, humanos, vivemos atiçando a máquina do tempo a todo instante com...
Natal, Festa de Gente Grande  –  Por Silva Neto.   Nosso  presente é um reflexo  de nosso passado. Quando não apagamos a luzes que existem em nós, elas se refletem, iluminando o presente e nos mostrando o caminho por onde devemos seguir.  Somos crianças crescidas,...
Retrospectiva/2015 – Por Silva Neto   É hora de prestar contas, o fim do ano chegou. Iniciei o ano chupando pirulito em: “Kojak à Brasileira”. Em seguida: “Sair por aí sem rumo, sem prumo” era o que me restava naquele momento fazer. Logo, Viajei a Zurique e Praga, nas páginas de: “A...
Cheque Mate Comportamental – Por Silva Neto   Existem limites que devemos impor para frear nossos impulsos na medida em que nos encetamos o convívio social. Esse impulso natural, difícil de frear, observado, sobretudo, entre pessoas extrovertidas, às mais das vezes fere a suscetibilidade de...
E O Mundo Não Acabou – Por Silva Neto  Joao.digicon@gmail.com   Mesmo não sendo ignorante às leis da vida planetária, até pensei que em 2012 o mundo iria acabar de verdade. Previsões e previsões falhas ao longo dos anos, por que não seria dessa vez? Em 2012, foram tantas as evidências que...
Uma Comemoração e Tanto – Por Silva Neto   Este texto, talvez, não expresse ao leitor o sentimento pelo qual são carregadas as frases contidas nele vindas do âmago do meu coração. Tão forte quanto o sentimento da perda, as lembranças revividas há uma semana, quando da visita a Cidade de...
Saudade de Meus Desfiles Escolares  Por Silva Neto   Estudei no Colégio Diocesano de Garanhuns, muito rígido por sinal, porém, uma referência em estudos naquela Cidade e em todo o Estado de Pernambuco. Tinha um Diretor vitalício chamado: Padre Adelmar da Mota Valença.  Os alunos...
Uma Emocionante Partida de Futebol – Por Silva Neto   Na minha Cidade do interior acontecia de tudo um pouco. O que rolava na Capital era reproduzido naquela pequena cidade, independentemente de regras e tecnologia, tanto que, improvisar era a palavra chave. A emoção ficava por conta da...
Falando Sério! – Por Silva Neto www.silvaneto e silva.com.br   “Este não é um país sério” Dessa famosa frase do General De Gaulle definindo o Brasil em 1962, ninguém se lembra. Mesmo porque após 53 anos só existia adulta, naquele momento, essa velharia de políticos que não morrem nem que vaca...
A Ressurreição da Galinha – Por Silva Neto –Divulga escritor www.silvanetoesilva.com.br   Não sou pescador, nem preciso repetir a famosa frase do Jack Palace em “Acredite se quiser”. Mas, aconteceu mesmo! Se não acreditarem pelo menos se divirtam com este relato: Manhã de domingo, dia...
“Não se podem dar asas a Sapo”  Por Silva Neto www.silvanetoesilva.com.br   Anfíbio, Molusco, Crustáceo, Peixe... Bom, isso é coisa de Biólogo. Mas, na minha ignorância do assunto, ou melhor, face ao esquecimento comum à idade, pois, estudei biologia há muito tempo, ao que me parece, sapo...
A Culpa é do Nariz – Por Silva Neto www.silvanetoesilva.com.br   O nariz é o órgão mais feio e inconveniente no ser humano. Não importa o nariz francês, africano, americano ou inglês; do Gérard Depardieu, da Liv Tyler, do Brad Pitt, da Angelina Jolie, da Vivien Leith ou da Katharine Zeta...
Casamento Matuto – de Verdade - Por Silva Neto www.silvanetoesilva.com.br   Continuação...   Enfim, adentram a Igreja. Mas, antes de entrar, Zé manda um recado ao bando: — Espere, viu? — “Deixe eu sair da cerimônia!”  — “Vou pegar um a um e capar (castrar) como se capa um bode!”...
Casamento Matuto (de Verdade) – Por Silva Neto www.silvanetoesilva.com.br   Entre os costumes e tradições do Nordeste brasileiro, por ocasião das festas juninas, está a Quadrilha de São João. Típica dança caipira, a quadrilha nordestina incorporou o casamento matuto. A noiva, o noivo, o pai da...
Matei o Tiro - Folclore Nordestino – Por Silva Neto   As festividades juninas, no Nordeste do Brasil, tornaram-se, ao longo dos anos, a principal pedida no calendário turístico do mundo. Toda região transforma-se em uma grandiosa quermesse, ou festa profana em comemoração a Santo Antônio, São...
Tributo aos Loucos do passado– Por SILVA NETO Site: www.silvanetoesilva.com.br   Quem não se deparou com aquelas ou aqueles jogados na rua, entre trapos e farrapos, vestindo sobras das sobras de retalhos coloridos e sujos, imundos, fedorentos do vai e vem dos dias, dos meses, dos anos,...
Juízo Final   Falar de Mãe é tão doce que sempre represamos em amor incondicional. Por isso, apresento um texto poético de Benedito Godoy Paiva, grande poeta espírita, que me faz lembrar cenas de amor de mãe em visitas aos filhos encarcerados. www.silvanetoesilva.com.br   Juízo...
AMOR AOS LIVROS – Por SILVA NETO   —Olá, querido livro! —Até parece que foi hoje que nos encontramos naquela velha Escola Municipal. —Era muito rude contigo, lembras-te? —Dobrava tuas páginas, fazendo-te de marcador... —Derramava tinta do velho tinteiro em cima de ti... —Borrava com desenhos...
Elogios São Combustíveis em Nossas Vidas –  Por SILVA NETO http://www.silvanetoesilva.com.br/   A alimentação material faz a criança crescer saudável, desenvolver seus músculos, impulsionar  seu crescimento, sua  disposição física, tornando-a  sadia  e disposta quando...
Você é Homem ou Mulher? - Por SILVA NETO Ponto de Vista - Reflexão   Você é homem ou mulher? Pergunta errada formulada pela humanidade ocidental. A consciência do ser não permite tal aberração. O verbo Ser e Estar, embora expressem uma condição, têm sentidos diferentes. Em muitos casos eu não...
   PATRIOTISMO VERSUS BAIRRISMO – Por SILVA NETO  www.silvanetoesilva.com.br    A propósito das manifestações ocorridas nos dias 13 e 15 de Março, viajo em pensamento ao passado. Vou precisamente ao  tempo em que havia nos currículos escolares a matéria Educação Moral...
 A ILUSÃO DO TURISTA POBRE - Por SILVA NETO www.silvanetoesilva.com.br   Viajar é bom demais! Significa sair do lugar comum, conhecer pessoas e lugares estranhos, ambientes finos, conviver um pouco com outras culturas, esquecer problemas habituais; sair de si por alguns instantes,...
A Insustentável Leveza do Ser – Por SILVA NETO www.silvanetoesilva.com.br   O título é uma referência ao Livro checo “Nesnesitelná Iehkost bytí” de Milan Kundera, publicado em 1984, traduzido em português como A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DO SER. O famoso romance, na época, foi adaptado para o...
 SAIR POR AÍ SEM RUMO, SEM PRUMO    Por SILVA NETO www.silvanetoesilva.com.br   Um vento sudeste tênue e intermitente invade os vidros semiabertos do meu carro. Rolando em meia velocidade naquela pista vazia, lá vamos nós, rumo ao desconhecido. Sempre gostei de aventuras, digo,...
KOJAK À BRASILEIRA – Por SILVA NETO www.silvanetoesilva.com.br     Rolava entre os dedos o volante da “Mega Sena da Virada” de fim de ano, após conferi-lo com os números inversos ao meu palpite. Como sempre, perdi! Não sou adepto ao jogo, no entanto, às vezes, arrisco aquilo que chamamos...
Réveillon, Festa da Humanidade – Por SILVA NETO.                                                                       ...
  Dezembro por excelência - Por SILVA NETO   Dezembro à porta. Oh!...  Mês abençoado esse! É em Dezembro que fazemos o resumo de todas as alegrias vividas nos meses do ano e ainda planejamos as alegrias do ano vindouro. O clima torna-se propício desde o primeiro Jingle Bell, lá pela...
Tudo em um Decreto Presidencial –  Por SILVA NETO    O último mês do ano é um resumo dos sabores e dissabores dos meses precedentes, onde contabilizamos os lucros e prejuízos  do ano findo. Isso, numa linguagem contábil financeira é fácil de digerir, porém, a realidade dos fatos...
1 | 2 >>

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Divulga Escritor: Revista Literária da Lusofonia

Para participar escreva email para:

smccomunicacao@hotmail.com

 

 

 

 

 

https://picasion.com/
 
 
 
 
Clique Aqui para Acesso gratuito a todas as Edições publicadas.
 
 
Livros em Destaque!

Para adquirir o seu exemplar Clique na imagem do livro

Brasil

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor

 
   
 

  

  
 

Contato

Divulgando Escritores! smccomunicacao@hotmail.com