Helena Santos - Colunista

Helena Maria Magalhães Cardoso dos Santos, 49 anos, nasci em Angola de onde vim para Portugal com 10 anos, aquando do 25 de Abril de 1974. Sou casada e tenho um filho. Tenho o 12º. Sou Casapiana. Estudei na casa Pia de Lisboa – Secção de Santa Clara. Nunca fui uma aluna brilhante, mas sempre fui das melhores na disciplina de Português e Educação Física. Sempre gostei de ler, sempre devorei livros, até à morte do meu pai, altura em que deixei de fazer muita coisa e nunca mais fui a mesma. Continuo a ler, mas não com a mesma intensidade. O meu primeiro contacto directo com a poesia foi em 2011, com o convite para administradora de um grupo de poesia, que acabou por ser uma experiência enriquecedora. Só comecei a escrever em Fevereiro de 2013. Isso para dizer que se a escrita nasceu comigo, estava disfarçada porque até meses atrás, não tinha dado por ela. Dos 12 aos 28 anos, estive mais ligada na prática e em fomentar o desporto, mais propriamente o Ténis de Mesa.

 

Perfil no Facebook

https://www.facebook.com/helena.santos.714

 

 

Blog

http://jardimsorrisosdepoesia.blogspot.pt/

 

Grupo no Facebook “Pincelando, Fotografando, Poetando”

 https://www.facebook.com/groups/pincelando.fotografando.poetando/

Grupo Sorrisos Nossos

https://www.facebook.com/groups/sorrisosnossos/

 

 

 

Helena Santos - Colunista

MORANGOS   Os morangos que me ofereceste Eram doces pedaços de ti Foram caixas e mais caixas Eu comi, comi e tanto me ri Os morangos que de ti comi Tinham alma, eram vida E adoçaram o que por ti sentia Sempre na chegada, nunca na partida Os morangos que quis em ti saborear Vinham recheados...
LÁGRIMAS E PALAVRAS   Caiu uma lágrima e transformei-a numa letra Veio uma segunda e juntei-a à primeira Lágrimas de dor jorram como de uma torneira e com tantas letras ao dispor não tive qualquer problema em juntar uma e outra, formar palavras com cor e compor uma bela poesia secando a...
A FOLHA   Esquecida, pisada Dizem para nada servir Mas já foi amada, admirada Ou somente usada E de tanto se dar Defraudou-se de si O que recebeu Como sendo de coração Foi apenas manipulação Não veio de dentro, com sentimento Resta o lamento De quem tudo fez, tudo deu E de viver se...
DESABAFOS   Sentei-me e aguardei. Para quê desesperar, se nada posso solucionar? Sabia que o vento por ali passaria e algo me diria. Pouco esperei. Avistei-o ao longe, com o seu ar descontraído, sereno, e, quando se aproximou vi o brilho de felicidade no olhar. Mas não vinha sozinho....
SURF DA VIDA   A vida é feita de ondas Escolhe as que te cativarem E surfa nelas Com a mesma perícia Entrega e paixão Com que surfas nas outras Nas do mar que tanto amas E onde te perdes Tanto quanto te encontras.      
LAVA DE AMOR   O mar em que navegávamos era de ondas mansas As nuvens em que viajava quando nos amávamos eram de algodão doce E ao meu ouvido, sussurravas versos de poemas de amor feitos com calor de um coração que não tinha medo de amar e se entregava nas mãos de quem sabia, por ele morrer de...
O LIVRO   Nem todos os livros nos cativam Nem todos os livros nos deixam entrar nas suas vidas Cada livro uma história cada história seu final ou sem final Li um que me surpreendeu Capa atraente Cores vivas Letras desenhadas Foto deslumbrante Muito apelativo O primeiro contacto foi...
O SOL VEIO VISITAR-ME   Mergulhada num sono profundo, Acordei com o toque da campainha Vontade de me levantar não tinha, Mas perante tanta insistência, Fui ver o que por lá vinha Espreitei, era o Sol e abri a janela - Bom dia, Sol. Que hora imprópria para visitar alguém. - Hora imprópria? É...
FAROL   Não sei nadar Tenho pavor ao mar E ninguém me consegue arrastar Mas pelo meu amor No mar entrei, sem me amedrontar O mar, chamou-me destravada E à terra me fez voltar Numa onda, enrolada Sã, inteira, só um pouco despenteada Quis tratar-me com delicadeza Pois sabia que estava...
PORMENORES   Há dias em que por mais que o sol brilhe, só vejo escuridão. Outros há, em que até agarro o sol com a minha mão, mesmo que seja de chuva e trovão Hoje não é nem um, nem outro. Está um sol lindo de provocar sorrisos a almas mais amarguradas e eu consigo vê-lo, senti-lo e...
VICIADA NO TEU SILÊNCIO   TORNEI-ME VICIADA NO TEU SILÊNCIO Há silêncios estrondosos, arrebatadores Não o teu É um silêncio morto, inútil, num corpo vivo…mas sem vida Porque a tua alma, não encontrou guarida De ti só saem sons mudos, sem asas E perdem-se no ar, por falta de amor Nem tu...
NÃO ME ENTENDES   Falar, falo Mas não me escutas Escrever, escrevo E nem me lês Não entendes as minhas lutas Por isso, são tão escuras As cores com que me vês Não silencio a minha dor Nem escondo o meu amor O que brota de mim São sentimentos nobres e profundos Não há lugar para raiva ou...
HÁ TANTO DE TI   Há tanto de ti em mim Que me perdi nos limites Vestida para amar, entrei no mar E com a maré baixa Consegui sentir o teu cheiro Me enrolar no teu olhar meigo E acabar perdida nos teus abraços Há tanto de ti em mim Que ainda que fosse meu desejo Seria quase impossível...
DIFICIL AMAR   É penoso amar Sem tocar corações É difícil tocar corações Que se fecham Às emoções E quando isso acontece, Amar É remar, remar Sem um porto encontrar E surge a questão: Desistir ou continuar? Mas quem ama, Tem outra opção Senão a de lutar? O futuro É uma incógnita Mas há sempre...
FLOR DE AMENDOIM Sentada no meu jardim Conversando com uma flor de amendoim Ela me segredou que o meu amor Era forte como a raiz do embondeiro Resistia a qualquer furacão Mas que o coração do meu amado Estava uma verdadeira confusão Que se queixou de eu não o saber amar E de em mim não poder...
ESTÁ QUENTE   Está quente, muito quente E o teu suor aos pingos Vai tatuando no meu corpo nu Marcas de amor superficiais Que em seguida irás delinear Com a ponta dos teus dedos Até eu me render O quartel entregar E tu Na posse de tão valioso tesouro Te fazeres valer da tua sensibilidade e...
HÁ UM SINO   Há um sino em mim Que quando toca Provoca-me sorrisos sem fim Há um sino em mim Que ao badalar Simplesmente quer festejar O viver, o amar Há um sino em mim Que toca sempre Que o meu coração Está perdido de emoção Há um sino em mim A tocar, a vibrar ou a cantar O importante é que...
FELICIDADE   Vesti-me de papoila Para agradar o meu amor Perfumei-me de amor-perfeito Porque para ele Sempre fui uma flor Transportei-me no bico de um Colibri E de surpresa, apareci Tão feliz ele ficou Que os olhos mel, brilhantes Pareciam duas estrelas, cintilantes O meu coração Quase não...
SÓ AOS MEUS OLHOS O dia amanheceu como tantos outros Com um céu frio, num cinzento morte Grávido de tristeza em fim de tempo Quase a parir lágrimas ao vento Desejando que lhe tivesse calhado melhor sorte.          
COISAS QUE EU DIGO   Eu digo que da vida já pouco espero Nada peço e nem me interesso Mas o certo É que em cada amanhecer Há sempre uma vontade De que o dia me traga algo Que não me deixe esquecer Que se aqui estou é porque mereço Mas… Há tristezas que me inundam Dúvidas que me...
É…SIMPLESMENTE!   É de ti Que vem esse aroma a alecrim É em ti Que sinto esse gosto a mel É por ti Que os meus pensamentos voam como papel É de ti Que me chega esse sorriso cativante É para ti Que me banho ao luar É de ti Que saboreio esse beijo apaixonante É para ti Que escrevo versos de amor...
  GRATIDÃO   Deram-me asas e eu voei Leram-me um poema e memorizei Num carrossel de letras Com palavras me encantei Num mar de poetas, simplesmente me arrastei Navegar… nem pensar, sequer tentei O medo nunca me deixou, sempre me dominou Mas ensinar, sempre alguém me ensinou Verso? O que é...
SE POR UM ACASO!   Se por um acaso me escutasses Eu dir-te-ia que Há sempre alguém ou um dia Que fica esculpido na nossa memória, eternamente Se por um acaso me escutasses Eu dir-te-ia que O amor é TUDO O desamor é triste E enquanto há vida Não se desiste Se por um acaso me escutasses Eu...
MAR AMIGO   Está sempre no meu caminho Se não paro para o cumprimentar No regresso ele chama-me E eu não resisto Sabem sempre tão bem Os abraços que faz questão de me dar Mas à vezes também me irrito Teima sempre em me perguntar Por ti Quando já lhe disse e repeti Que o que havia visto Não...
<< 1 | 2 | 3 | 4 >>

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Divulga Escritor: Revista Literária da Lusofonia

Para participar escreva email para:

smccomunicacao@hotmail.com

 

 

 

 

https://picasion.com/
 
 
 
 
Clique Aqui para Acesso gratuito a todas as Edições publicadas.
 
 
Livros em Destaque!

Para adquirir o seu exemplar Clique na imagem do livro

Brasil

 

 

 

Conheça outros parceiros da rede de divulgação "Divulga Escritor"!

 

         

 

 

Serviços Divulga Escritor:

Divulgar Livros:

 

Editoras parceiras Divulga Escritor

 
   
 

  

  
 

Contato

Divulgando Escritores! smccomunicacao@hotmail.com