Estevão de Sousa - Rapto em Londres - Entrevistado

Londres, palco de tantos enredos, apresenta ‘Rapto em Londres’

Por Shirley M. Cavalcante (SMC)

Francisco Estêvão de Sousa, natural de Lisboa, fez o curso geral de Comércio em Tomar. Aos quinze anos foi para Angola, onde fez um curso de Geotecnia no LEA. Permaneceu naquele território, como técnico de estradas da JAEA, até aos trinta e seis anos, altura em que veio para Portugal, radicando-se em Coimbra. Aí, fez um curso intensivo de gestão e administração de empresas e exerceu funções de Chefe de Escritório, Gerente Comercial e Diretor Administrativo. Atualmente aposentado, é autor de seis obras editadas: “Nesta Terra Abençoada”, “Tráfico no Rio Geba”, “Irina – A Guerrilheira”, “Rapto em Londres”, “Romance em São Tomé” e “Pedaços de Mim” (memórias). Participou em cerca de vinte e cinco coletâneas e em algumas revistas literárias digitais, tais como: Divulga Escritor, Sui Generis Magazine e Primeiro Capítulo.

“...como principais personagens, a bela e estonteante cientista, formada em física nuclear, alvo do rapto; o seu marido, um antropólogo, professor na universidade de Greenwich; dois lordes, membros da Câmara dos Lordes; o superintendente da Scotland Yard, e um luso-inglês que teve o azar de se apaixonar pela bela cientista, vendo-se assim envolvido numa trama de arrepiar o cabelo!”

 

Boa Leitura!

 

Escritor Francisco Estevão de Sousa, é um prazer contarmos mais uma vez com a sua participação na revista Divulga Escritor. Conte-nos, o que o motivou a escrever o romance policial “Rapto em Londres”?

Estevão Sousa - Em primeiro lugar quero parabenizar todos quantos dão o melhor do seu esforço para que a “Divulga Escritor” seja o êxito que é. Parabéns por isso!

Em segundo, dizer-vos o quanto me sinto honrado por voltar a ser entrevistado pela vossa prestimosa equipe, pelo que muito honestamente o prazer é todo meu.

Falando do meu livro “Rapto em Londres” e respondendo concretamente à vossa pergunta, devo dizer que sempre foi um sonho meu escrever um romance policial, visto o meu tipo de escrita, embora baseada em ficção, ser diferente do policial. Desta vez, alinhados os chacras, saiu o “Rapto em Londres”.

 

Apresente-nos a obra.

Estevão Sousa - Tratando da sua apresentação, embora seja suspeito, por ser o pai da criança – e este é um filho muito querido –, cumpre-me dizer que se trata de um policial ocorrido em dois continentes; começando a desenrolar-se na Inglaterra, mais concretamente em Londres, passando por outras cidades do Reino Unido, estendendo-se ao Brasil e terminando no Douro Vinhateiro, em Portugal. Neste policial, cheio de ação, existem todos os ingredientes: intriga, ação e amor; pelo que me parece tratar-se de uma obra de muito agradável leitura.

 

Quais os principais desafios para a escrita do enredo que compõe a trama?

Estevão Sousa - A concepção da trama deste livro requereu um razoável trabalho de pesquisa, pois ele foi idealizado e escrito em minha casa, sem deambular fisicamente pelos locais mencionados na obra, e isso obrigou a alguns desafios que foram ultrapassados com muito prazer.

 

O que mais o marcou enquanto escrevia o livro?

Estevão Sousa - Não sei se deva dizer que algo me marcou durante a concepção deste livro. No entanto, à medida que o enredo ia decorrendo, mais gozo (se assim se pode dizer) sentia em continuar, pois ia-me apercebendo que os “maus” iam sendo vencidos, muito especialmente pela tenacidade de um superintendente da Scotland Yard.

 

Apresente-nos os principais personagens de “Rapto em Londres”

Estevão Sousa – A trama de “Rapto em Londres” desenrola-se na alta sociedade londrina, razão porque envolve, como principais personagens, a bela e estonteante cientista, formada em física nuclear, alvo do rapto; o seu marido, um antropólogo, professor na universidade de Greenwich; dois lordes, membros da Câmara dos Lordes; o superintendente da Scotland Yard, e um luso-inglês que teve o azar de se apaixonar pela bela cientista, vendo-se assim envolvido numa trama de arrepiar o cabelo!

 

Além de Londres, quais cidades são apresentadas no enredo de“Rapto em Londres”?

Estevão Sousa - Chelmsford, Oxford, Newcastle, Sheffield, Rio de Janeiro, Brasília, Anápolis e por fim Porto e Cinfães.

 

Onde podemos comprar o seu livro?

Estevão Sousa - O “Rapto em Londres” pode, neste momento, ser adquirido Na Wook, Amazon e Bertrand. Também poderá ser visto em: www.boa-leitura.simplesite.com.

No Facebook, na minha página: Francisco Estêvão de Sousa.

 

Soube que já temos livros novos no prelo. Comente seus próximos projetos literários.

Estevão Sousa - Respondendo à vossa pergunta, apraz-me informar que acabo de editar as duas obras que tinha no prelo: “Romance em São Tomé” e “Pedaços de Mim”– memórias, as quais já se encontram disponíveis na Amazon.

 

Pois bem, estamos chegando ao fim da entrevista. Muito bom conhecer melhor o escritor Francisco Estevão de Sousa. Agradecemos sua participação na Revista Divulga Escritor. Que mensagem você deixa para nossos leitores?

Estevão Sousa - A minha mensagem para os leitores é no sentido de os incentivar a lerem mais, cada vez mais. A leitura enobrece a alma e clarifica o espírito. Devem, acima de tudo, não se eximirem de ter contato com a “Divulga Escritor”, para mim, a melhor revista literária da Lusofonia, em formato digital. Parabéns e eternamente grato!

 

Divulga Escritor, unindo você ao mundo através da Literatura

https://www.facebook.com/DivulgaEscritor

Contato: divulga@divulgaescritor.com

 

Contato

Divulgando Escritores! smccomunicacao@hotmail.com